quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Revista Sementes: plantando consciência sobre as Unidades de Conservação

É com todo carinho que convido todos a participarem desse encontro.
UM ABRAÇO.

MAPA
para chegarem ao local.

Quem tiver interesse em saber mais sobre o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, tema dessa primeira edição aí vão algumas dicas:

-Projeto de Lei transforma parte do Parque do Tabuleiro em Áreas de Proteção Ambiental

-Passeio pelo Parque do Tabuleiros

-Representando a natureza através das imagens no Parque do Tabuleiro, maior UC de proteção intregral de SC

-Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e ÁGUA da grande Florianópolis em perigo!

-Injustiças ambientais continuam no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro

-Sancionada a Lei Estadual nº 347.3/08 que desanexa parte do Parque do Tabuleiro

-Solução Sim Pressa Não!

-ESTAMOS DE LUTO DEVIDO A APROVAÇÃO DO PL 347.3/08 QUE CRIA APAs NO PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO TABULEIRO

-AJUDE A DEFENDER O PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO TABULEIRO

-Reflexão: Salve a Guarda do Embaú

-Sabiá-cica, uma ave ameaçada de extinção

-Projeto de PCHs no Rio Cubatão coloca órgão licenciador e empresas contra a comunidade



PRESERVAR SEMPRE! PELA VIDA!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

“PAISAGEM ESPECULADA" em Florianópolis




















UM DIA INESQUECÍVEL A BEIRA MAR
NA PRAIA DO PÂNTANO DO SUL

DIA 1o .11 – DOMINGO, A PARTIR DAS 10H DA MANHÃ, PRAIA DO PÂNTANO DO SUL

Vamos esculpir na areia ao longo da praia as palavras “PAISAGEM ESPECULADA”, produzindo letras gigantescas, para que nossa obra de “arte efêmera” produzida de forma coletiva gere um efeito visual imponente e forte como a mensagem que ela contêm, e possa de registrada por via aérea. A frase sintetiza da melhor maneira o que pensamos sobre a situação que a cidade e nossa região vive nos últimos anos.

Para concretizarmos esse desafio, vamos precisar de muitas pessoas bem dispostas, equipadas com pás de todos os tamanhos e formas, enxadas, ancinhos, baldes e latas, enfim qualquer ferramenta boa para cavar os traços das letras na areia.

A escolha deste local foi baseada na tensão entre a especulação imobiliária e os anseios da maioria da comunidade da região para preservar a Planície do Pântano do Sul, transformando-a em um parque natural protegido, blindando esta relíquia diante da destruição certa.

Adotamos a cor amarela para o evento e ficará visualmente ainda mais interessante se as pessoas puderem vestir roupas amarelas (calça, ou camiseta, vestido, boné, etc...).

Esperamos contar com sua presença e de todas as pessoas que você possa trazer junto!!!

OS PROMOTORES:
Grupo Rosa dos Ventos
Núcleo Gestor Distrital do Pântano do Sul do PDP
Cine-Clube Armação.
INMMAR - Instituto para o Desenvolvimento de Mentalidade Marítima

APOIADORES:
ABA - Associação dos Moradores do Balneário dos Açores
Rádio Comunitária Campeche

Para contatos:
Silvana Macedo: 3233-0083
Gert Schinke: 8424-3060
Raquel Macruz: 8455-5932
Cristina Güttler: 9998-4050, 3389-2346
Vicente Pozzobon: 3389-5366


O quê? Evento Cultural Paisagem Especulada, Pântano do Sul
Como? De ônibus, pegar no TIRIO a Linha “Costa de Dentro” até o Pântano do Sul
Ponto de encontro: na praia logo depois do Restaurante Pedacinho do Céu
Quando? Dia 1o.11 , domingo Horário: 10:00h da manhã

LEMBRE-SE PRESERVAR SEMPRE, PELA VIDA!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Aproveite e participe do minicurso: Aquecimento Global e Consumo Consciente

Estão abertas as inscrições para o curso Aquecimento Global e Consumo Consciente que deverá acontecer no dia 22 de outubro, das 8h30 as 12h30 na sala Calêndula (Centro de Eventos da UFSC).

As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas diretamente no DPE com Carolina ou Gabriela ou através do e-mail: oitavasepex@gmail.com .

Informações para a inscrição: nome, telefone, CPF e e-mail.
Vagas limitadas
Todos os participantes receberão certificados.
Ministrante: Profa. Debora Nunes da Universidade Estadual da Bahia

Rio Bücheller, Barreiros, divisa entre Florianópolis e São José.
Foto: Flora Neves

LEMBRE-SE PRESERVAR SEMPRE, PELA VIDA!

domingo, 20 de setembro de 2009

Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e ÁGUA da grande Florianópolis em perigo!

Leiam e fiquem por dentro do que está acontecendo com a maior Unidade de Conservação de Proteção Integral do Estado, o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, e o mais importante, com a NOSSA ÁGUA!!!

Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) solicitada pelo Ministério Público Estadual foi negada! É o fim...?! QUE BRASIL É ESSE?????

Vejam no link abaixo as notícias que saíram nos dias 16 e 17 no Diário Catarinense:

-Justiça mantém a permissão para ocupação de terra em área dentro do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro

-Manancial que abastece Capital ainda ameaçado


URGENTEMENTE, REPASSEM POR FAVOR!

PRESERVAR A NATUREZA SEMPRE! PELA VIDA!

domingo, 7 de junho de 2009

O que comemorar no DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE?

Uma ótima dica de leitura! E que realmente compartilho dessa opinião quanto ao que está acontecendo com o Brasil em relação as questões ambientais!

CARTA ABERTA À SOCIEDADE BRASILEIRA

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE - O QUE COMEMORAR?

O Dia Mundial do Meio Ambiente, 05 de junho, foi instituído em 1972. O Brasil ampliou a idéia e decretou a primeira semana de junho como a Semana Nacional do Meio Ambiente, com o objetivo de sensibilizar a sociedade brasileira para uma reflexão a
respeito dos problemas ambientais. Entretanto, em 2009, temos pouco a celebrar diante do cenári caótico da política ambiental brasileira.

Os servidores do Ministério do Meio Ambiente - MMA, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - Ibama e do Instituto Chico Mendes
de Conservação d Biodiversidade vão a público, em momento tão significativo, denunciar ações de depredação do nosso Patrimônio Natural, em benefício de poucos.

Na busca de desenvolvimento econômico a qualquer preço e atendendo grupos de grandes produtores rurais, o Governo Federal e o Congresso Nacional promovem alterações drásticas na legislação ambiental federal, sem uma ampla discussão com a sociedade.

A proposta mais gritante é a alteração do Código Florestal, com a redução de percentuais de conservação obrigatória (Reserva Legal) na Amazônia e a aceitação de compensação de reservas e danos ambientais em Unidades da Federação e bacias
hidrografias distintos do local em que houve o dano ambiental, além da permissão de reflorestamento com espécies exóticas (não-nativas brasileiras), inclusive nas margens de rios, o que seria um erro irreversível na proteção da biodiversidade brasileira.

Outra medida recém-aprovada na Câmara dos Deputados permite o processo de regularização fundiária de terras públicas na Amazônia. A maior parcela dessas terras
está nas mãos de médios e grandes agropecuaristas. Ao contrário do que se veicula, tal
medida não beneficiaria as camadas mais carentes formada por pequenos produtores familiares que, segundo dados do Incra, detêm apenas 11,5% da área a ser regularizada.
Some-se ainda que a nova lei deixa posseiros e grileiros no mesmo patamar, o que significa dar "anistia" para quem sempre destruiu a floresta.

Os problemas se avolumam com a fragilidade dos órgãos públicos do seto ambiental federal, que sofrem com falta de pessoal, de recursos e de infra-estrutura, sendo que boa parte do escritórios do Ibama e das Unidades de Conservação vive em completo abandono.

Como exemplos de desinteresse institucional por parte do Governo, servidores não recebem qualquer gratificação por serem lotados em locais remotos e de baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), por fazerem fiscalização ou por se especializarem, como ocorre em outras carreiras do Executivo.

O processo de reestruturação da Carreira de Especialista em Meio Ambiente está travado desde 2005; a gestão de pessoal é precária e não há um programa de capacitação. Todo esse cenário desestimula os servidores, que na primeira chance abandonam a Carreira, o que prova a evasão no Ibama e no MMA ultrapassar 30% em menos de 3 anos.

Enfim, enquanto o mundo busca formas de crescimento sustentáveis, com alteração de matriz energética, recuperação de áreas degradadas e mudança no padrão de desenvolvimento, o Brasil, conhecido por ser modelo de legislação ambiental, dá claras evidências de retrocesso na sua política.

Servidores clamam para que a sociedade vigie as ações tomadas pelos principais atores
públicos: crescimento sim, mas com planejamento responsável e respeito ao meio ambiente. A utilização responsável dos recursos naturais guarda ótimas oportunidades de desenvolvimento para o país!

Brasília, 1º de junho de 2009.

Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente e do PECMA - Plano Especial de Carreira de Meio Ambiente

PRESERVAR SEMPRE, PELA VIDA!

terça-feira, 28 de abril de 2009

O Código ANTI-AMBIENTAL

A insatisfação é mútua dos que estão atentos na importância que tem o meio ambiente e a preservação dos recursos naturais para a sobrevivência de todos! Este Código Anti-Ambiental absurdo tem gerado polêmicas no estado inteiro e o minímo que podemos fazer é ler a respeito e nos manifestarmos.

Então deixo mais algumas dicas de matérias que estão sendo publicadas a respeito.

E PEÇO QUE TODOS DIVULGUEM!
ASSUNTO É IMPORTANTE: CÓDIGO ANTI-AMBIENTAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA.
E a proposta do ilustre fora da lei do nosso governador é de que este código sirva como exemplo para outros estados. Não podemos deixar que isto aconteça.

"O código Código Ambiental de Santa Catarina tem sido um assunto causador de muita polêmica em todo o Brasil, e entre toda essa confusão na mudança do código o que me deixou chocada foi a diminuição proposta pelo governo do estado das faixas de mata ciliar, mas O QUE É MATA CILIAR? QUAL A IMPORTÂNCIA DELA? Quem realmente será beneficiado com essa lei? Sei que o estado precisa crescer, mas é necessário um desgaste ambiental tão grande para isso? Cadê as políticas de desenvolvimento sustentável? ..." (Continue lendo no Blog Consiência com Ciência / Daniela Lima)

"Valendo-se do alento silencioso do Palácio do Planalto, ruralistas, parlamentares, o governador de Santa Catarina Luiz Henrique da Silveira e o ministro Reinhold Stephanes (Agricultura) vêm defendendo com unhas e dentes alterações no Código Florestal. Eles alegam, entre outros pontos, que a legislação pode inviabilizar cerca de um milhão de pequenos produtores em todo o país.Curioso, O Eco quis conhecer um pouco do que pensam os tais pequenos produtores, ouvindo Graça Amorim, coordenadora de Reforma Agrária da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil (Fetraf). As respostas apontam para algo bem diferente do alardeado pelos defensores de mudanças no Código Florestal. ..." (Continue lendo no Site O Eco )

LEMBRE-SE PRESERVAR SEMPRE, PELA VIDA!

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Crimes ambientais cometidos pelo Legislativo estadual: Código Ambiental

Mantenha-se informado sobre um assunto que é de interesse de todos os catarinenses, principalmente.


"Castigo e crime em terras catarinenses

09/04/2009, 07:30
João de Deus Medeiros*

A catástrofe que assolou Santa Catarina, deixando comovente rastro de destruição, presente na memória de tantos brasileiros, torna de difícil compreensão a iniciativa perpetrada pelo Governador do Estado que remete ao legislativo um projeto de lei flagrantemente inconstitucional, solapando regramentos da legislação de proteção ambiental. Mais enigmática foi a aprovação, rápida e sem registros de contrariedade, por parte dos membros do poder legislativo catarinense. (...)

* diretor do Departamento de Áreas Protegidas do Ministério do Meio Ambiente "
CONTINUE LENDO A MATÉRIA NO SITE O ECO

"Ministério Público de SC sugere ao Governador veto parcial ao projeto que institui o Código Ambiental

O Chefe do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Gercino Gerson Gomes Neto, encaminhou, no dia 8 de abril de 2009, ao Governador do Estado, Luiz Henrique da Silveira, sugestão de veto parcial ao Projeto de Lei n. 238/2008, que institui o Código Ambiental de Santa Catarina. A medida está amparada na Lei Orgânica do MPSC: no exercício de suas funções, o Ministério Público pode sugerir ao Poder competente a edição de normas e alterações na legislação em vigor e a adoção de medidas cabíveis (art. 83, inciso VIII, da Lei Complementar Estadual n. 197/2000). (...)" CONTINUE LENDO A MATÉRIA NO SITE DO MPE

"O Código da discórdia

Por Cesar Valente ⋅ 9 de abril de 2009.

Os deputados catarinenses aprovaram dia 31, numa “sessão histórica” um Código Ambiental cheio de controvérsias. E, mais importante, sabiam do que estavam fazendo e fizeram referência a isso em várias oportunidades, nos discursos daquela tarde “memorável”. "
CONTINUE LENDO NO BLOG DE OLHO NA CAPITAL

PRESERVAR SEMPRE PELA VIDA!

quinta-feira, 26 de março de 2009

Injustiças ambientais continuam no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro

Pior do que a chuva é o manda-chuva

"Não é só a chuva que volta a atacar em Santa Catarina. O governador Luíz Henrique da Silva também está pegando pesado. Não lhe basta ser o tricampeão nacional de derrubada da mata atlântica. Ou mesmo o propagandista de um Código Ambiental para revogar todas as disposições contrárias a suas idéias, como transformar Florianópolis em Marbela. Ele agora patrocina na Assembléia Legislativa a liquidação do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro..." (Marcos Sá Corrêa) CONTINUE LENDO

PRESERVAR, PELA VIDA, SEMPRE!

Sancionada a Lei Estadual nº 347.3/08 que desanexa parte do Parque do Tabuleiro

"O Parque Estadual da Serra do Tabuleiro (SC) recebeu, na manhã desta quinta, o golpe que faltava para perder uma fatia considerável de seus limites. E os responsáveis pelo feito, desta vez, não foram os tratores e motosseras que levaram Santa Catarina ao tricampeonato do desmatamento na Mata Atlântica, mas o governador do estado, Luiz Henrique da Silveira (PMDB). Tudo feito com base em um projeto de lei que desejava mudar a categoria de aproximados 10% da unidade de conservação para Área de Proteção Ambiental (APA). Hoje, o político tratou de usar a caneta para sancionar a determinação aprovada pela Assembléia Legislativa..."(Felipe Lobo) CONTINUE LENDO

Informe-se:

PRESERVAR, PELA VIDA, SEMPRE!

quinta-feira, 5 de março de 2009

Solução Sim Pressa Não!

"Solução Sim Pressa Não!", este é o informativo que fizemos para que a comunidade possa entender um pouco mais sobre o que está realmente acontecendo no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro.

Leiam!

PRESERVAR SEMPRE! PELA VIDA!

quarta-feira, 4 de março de 2009

ESTAMOS DE LUTO DEVIDO A APROVAÇÃO DO PL 347.3/08 QUE CRIA APAs NO PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO TABULEIRO

O blog ECOFLORA está de LUTO devido a APROVAÇÃO DO PROJETO DE LEI Nº 347.3/08 QUE RETIRA DO PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO TABULEIRO A BAIXADA DO MACIAMBÚ, A VARGEM DO BRAÇO E NAUFRAGADOS.
Duas regiões de suma importância para a preservação da biodiversidade e para qualidade de vida das atuais e futuras gerações da região da Grande Florianópolis.

A Baixada do Maciambú que engloba os municípios de Palhoça, Paulo Lopes, Garopaba porque é uma das últimas restingas e mais desenvolvidas do sul do país, dentro milhares de outros fatores que a tornam relevantes para conservação.

A Vargem do Braço, em Santo Amaro da Imperatriz, é de extrema relevância porque é onde fica a capitação de Pilões. Aonde a CASAN pega a água que abastece mais de 1 milhão de pessoas na grande Florianópolis.

Essas regiões se tornando Áreas de Proteção Ambiental, APAs, permitirão que grandes empresas comprem os terrenos e sejam donas do nosso maior bem que é a água!

A Baixada do Maciambú é uma das últimas regiões litoraneas do sul do Brasil que não possuem empreendimentos de grande porte, preservando assim suas belezas naturais, que são o nosso maior atrativo turistico. Que atraí turistas do mundo inteiro para ver um lugar preservado, onde se possa respirar ar puro, tomar banho em uma praia limpa e com muita natureza ao seu redor.

O Parque Estadual da Serra do Tabuleiro é um patrimônio da humanidade! Não pertence ao munípio A ou B, pertence a todos nós e as futuras gerações!

DEFENDA A NOSSA GARANTIA DE VIDA!

PRESERVAR SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE E SEMPRE, POR TODA A ETERNIDADE E PELA VIDA!